Carta Aberta dos Pacientes já ultrapassou as 500 assinaturas

Comunicado de Imprensa

A Cannativa — Associação de Estudos sobre Canábis — entrega hoje na Ordem dos Médicos a Carta Aberta pelo Acesso dos Pacientes à Canábis Medicinal, que já ultrapassou as 500 assinaturas.

A Cannativa participa no debate “Canábis Medicinal — Riscos e Benefícios”, organizado pelo Conselho Nacional da Ordem dos Médicos, representada pelo seu associado Dr. Javier Pedraza Valiente, médico de Medicina Geral e Familiar, experiente em tratamentos com canábis e derivados.

Na plateia estarão ainda mais dois Médicos associados da Cannativa: Dr. Bruno Maia, Neurologista do Hospital de São José e Dra. Ana Rita Andrade, Médica Interna de Medicina Geral e Familiar, que utiliza canabinóides para tratar uma Esclerose Múltipla, além de três pacientes que participam no documentário que a Cannativa está a realizar.

Com a legalização da canábis para fins medicinais em mais de 30 países, dos quais 14 na Europa, vários pacientes portugueses tomaram conhecimento desta alternativa terapêutica e muitos estão a utilizar canábis com efeitos positivos nos sintomas das suas doenças.

No entanto, o acesso à canábis medicinal em Portugal é marginalizado, devido a um enquadramento legal ambíguo e insuficiente, que inviabiliza o acesso a esta terapêutica de forma regulada e eficaz. Muitos pacientes encontram-se debilitados e em situação de extrema fragilidade, por isso expõem publicamente nesta Carta Aberta o que pretendem.

Lisboa, 18 de Abril de 2018

A Direcção

www.cannativa.pt/carta.html
____________________________________________________
Foto de Destaque: Miguel Schmitt / CannaPress

Deixe uma resposta