Luxemburgo legaliza Canábis Medicinal

Depois de Portugal, o Luxemburgo é o mais recente país da União Europeia a legalizar a Canábis Medicinal.

A lei foi aprovada por unanimidade no passado dia 28 de Junho de 2018 e permite que a canábis seja prescrita e usada pelos pacientes que sofrem de patologias como dor crónica, náuseas resultantes da quimioterapia ou os espasmos musculares resultantes da Esclerose Múltipla.

O rascunho original do projeto de lei estipulava que apenas os especialistas poderiam prescrever a droga, mas a versão final aprovada permite que qualquer médico de clínica geral possa prescrever canábis, se tiver realizado a formação necessária para o efeito.

A ministra da Saúde do Luxemburgo, Lydia Mutsch, congratulou-se com o avanço na legalização do acesso à canábis para fins medicinais: “O uso medicinal de canábis é um passo importante nos nossos esforços para reduzir a dor e o sofrimento de alguns pacientes, onde é habitual haver tratamentos que não o permitem”. A canábis medicinal será importada do Canadá, em forma de óleos ou cápsulas, e só estará disponível mediante receita médica nas farmácias do hospital, de acordo com o jornal The Luxembourg Times.
__________________________________________________________
Foto de destaque: D.R. // Prohibition Partners

Deixe uma resposta